Tem alguém aí que acredita? Destaque

Escrito por  Urbano Nóbrega
Publicado em Economia Afinada
Segunda, 07 Abril 2014 00:00

 

Muita coisa vem sendo prometida pelos governantes nos últimos meses, ao ponto de eu acreditar piamente que a situação das estradas irá melhorar que as obras viárias para desafogar o trânsito da cidade sejam concluídas, que nas escolas públicas não irá faltar professor, que nos hospitais do SUS os profissionais trabalharão com todos os instrumentos para atender aos pacientes, que o país não terá racionamento de energia elétrica, entre tantas outras coisas. Mas antes que digam que eu pirei ou que ainda estou vivendo o primeiro de abril, faço minha defesa e digo que sou um estadista! Mas, e a economia?

Ao defender a tese de estadista, dizendo acreditar que todas àquelas demandas serão atendidas, trago para os amigos internautas uma discussão interessante entre Estado e Governo. É certo que o Estado sobrevive da arrecadação de impostos, àquelas velhas taxas obrigatórias ou pelo próprio nome, que nos é imposto, mas que deveriam ser revertidos à coletividade sob a forma de benefícios de interesse geral como transportes, educação, saúde, saneamento básico etc. Por sua vez, o Governo usa a prerrogativa de o Estado cobrar impostos para controlar a economia, fazendo-a como instrumento de política econômica, qual seja a política fiscal. Neste sentido, a política econômica fica dependente da própria visão que os governantes têm do papel do Estado no conjunto da sociedade, no sentido de estimular ou inibir os gastos, seja dos setores público ou privados.

Um bom exemplo para esta questão está no resultado de um estudo do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT) que aponta o Brasil como o pior país em termos de retorno do imposto cobrado à população. O referido trabalho comparou 30 países com a maior carga tributária em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) e mostra que aqui existe uma situação calamitosa sobre o que é cobrado em relação aos tributos, em termos de qualidade de vida para a sociedade. Na verdade o resultado deste estudo não traz muita novidade para nós brasileiros, que diuturnamente somos testemunhas do descaso dos governantes com a falta de apoio com a saúde, educação, de infra-estrutura e são solícitos quando o assunto é garantir o lucro de bancos ou mesmo a defesa para os grupos políticos aliados que cometem deslizes ou corrupção dos cofres públicos.

A partir dessa dicotomia entre Estado e Governo a sociedade precisa assumir uma identidade mais forte, decisiva, coesa, pois é ela quem permite aos governantes assumirem o controle do Estado. O apoio as manifestações de ruas, reformas, criação e implementação de leis, o papel dos órgãos de representação, assim como sindicatos, devem ser discutidos e repensados sob o pretexto de não serem tratados apenas como mais uma tropa de delinquentes nas ruas a quebrar tudo ou mesmo um monte de carrapatos a sugar recursos preciosos.

Urbano Nóbrega – Portal 24 Horas PB - (06/04/2014)

*Urbano Nóbrega é economista, formado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e mestrando em Administração e Desenvolvimento Rural na Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atualmente é coordenador do Centro de Pesquisa (Cepesq) do Instituto Fecomércio em Pernambuco e trabalha na produção de índices de acompanhamento do varejo na Região Metropolitana do Recife (RMR), além de ter participado diretamente da implantação das sondagens de opinião junto aos empresários/gestores e consumidores, captando informações nas principais datas comemorativas do comércio de bens e serviços.Email:  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Lido 1565 vezes Última modificação em Segunda, 07 Abril 2014 23:32

Colunistas

Compartilhe nas Redes Sociais!

Temos 197 visitantes e Nenhum membro online

Telefones Úteis

Energisa - (83) 2106-7000
Ultragás - (83) 3292-2217
Audicon - (83) 3246-0599
Cagepa - 115
GVT - 10325
NET - 10621
SKY - 10611
Tely - (83) 3049-4229
Polícia - 190
Bombeiros - 193
SAMU - 192
(83) 3216-2500
Dele.da Mulher
(83) 3218-5316

Entre em Contato

 

Av. Senador Ruy Carneiro, 636 sl 201

Manaíra, João Pessoa, Paraíba, Brasil

Tel: (83) 3021-8885 - Cel: (83) 98725-1693

Email: redacao@24horaspb.com

Website: http://www.24horaspb.com

JoomShaper